domingo, 25 de janeiro de 2009

VOCÊ JÁ VIVEU A EXPERIÊNCIA DE SER UM COM O SENHOR?


VOCÊ JÁ VIVEU A EXPERIÊNCIA DE SER UM COM O SENHOR?


Na sua experiência de vida você já se tornou um com alguma pessoa? Por certo que sim. Na vida nós sempre nos comumente, costumeiramente celebramos um pacto, uma aliança com alguém próximo a nós. Quando o Senhor criou o homem do pó da terra, ele deu algo de Si mesmo ao ser criado, ele soprou no Adão o vento da respiração, ele soprou da sua essência no corpo formado do pó da terra. Deus vivia em uma unidade com o primeiro homem, que naquela oportunidade era a humanidade representada. Deus tinha um plano de ser um espírito com cada homem que nascesse nesse planeta. O sonho do Altíssimo foi interrompido, Adão consentiu e concebeu o pecado, afastando, desvinculando-se da unidade, deixou de ser um só espírito com o Senhor e passou a viver independente de Deus, constituindo outras alianças no seu espírito. A humanidade estabeleceu uma unidade com o maligno e perdeu a plenitude de Deus, passando a viver abaixo da grandeza que o Criador tinha planejado.O macho que tinha sido criado por Deus se sentia só, solitário, sem a alegria que é dividir a vida com outra pessoa. Vendo que a solidão não é característica do Criador; Deus também tinha planejado criar uma companheira. Fez o macho dormir e tirou dele a matéria prima para poder fazer o sexo feminino. Deus fez a Eva e adão sorriu. O senhor disse: "Então o Senhor Deus fez o homem cair em sono profundo. Tirou uma das costelas dele e fechou o lugar da costela tirada. Da costela fez uma mulher, que trouxe ao homem¬. "Isto sim!", exclamou Adão."Ela é parte dos meus ossos e da minha carne! Pode-se dizer que ela é varoa, porque foi tirada do varão." Esta é a razão por que o homem deixa de viver junto com seu pai e sua mãe e se une à mulher dele. E de tal maneira se unem os dois, que se tornam uma só pessoa! Pois bem, embora o homem e a mulher não estivessem usando roupa nenhuma, não ficavam envergonhados". (Gn 2.22-25).A partir desta celebração de unir homem e mulher, em uma aliança, chamada de casamento, o homem passou a ser uma só carne com a esposa. São os dois tornando um, uma unidade no propósito da existência.
Jesus disse que ele e o Deus Pai é um. Eles "são" um no propósito de existência, mas são seres autonomos, são unidade porque decidiram ser. Deus é comunidade em unidade. É um Deus que prevalece, que é todo poderoso, não porque é unitário, mas devido a vida comunitária. O pai vive na comunhão do Filho e do Espírito Santo.Deus chama cada criatura para viver em aliança um com o outro e com Ele. Deus nos chama para termos aliança de amizade, aliança de fé e de irmandade, aliança conjugal, aliança espiritual com Ele. Quando casamos entramos em aliança de uma só carne com o conjuge que escolhemos, tornamos uma só carne um com o outro. Esta é a celebração humana mais íntima que podemos experienciar. A pessoa que entende a profundidade desse relacionamento valoriza com todas as suas forças. Porque agora, são um, no propósito, na humanidade e até a nivel de espiritualidade a influência está estabelecida. O irmão Paulo, escreveu a carta a igreja, dizendo: "Porque o marido é incrédulo é santificado no convívio da esposa, e a esposa incrédula é santificada no convívio do marido crente. Doutra sorte, vossos filhos seriam impuros; porém, agora, são santos" (1ª Cor 7.14). A unidade conjugal, apesar de cada ser, ter a sua personalidade e constituição própria, torna um na essência da existência e isso influência o outro, mesmo que tenha uma fé diferente. O conjuge Cristão santifica o conjuge descrente e a santificação chega aos filhos. Os filhos que nasceriam na impureza, agora são santos. Isso é produto da unidade.Mas as bençãos que chega ao conjuge descrente é originada na unidade que o conjuge crente tem com o Senhor. O irmão Paulo escrevendo a igreja diz: "Aquele que se une ao Senhor é um espírito com Ele" (1ª Cor 6:17). A união com o Senhor em um pacto de aliança faz com que um ser humano se torne um com o Criador. Pois o homem que entrega sua vida a Jesus se torna um com Jesus, por sua vez Jesus é um espírito com O Pai. Através destas unidades forma-se um amálgama.
Todos nós fomos chamados a ser um espírito com o Senhor, fomos chamados para entrar na aliança com o Pai, com o Filho e com o Espírito Santo. Só existe um meio de se tornar um espírito com o Senhor, é através de Jesus, O Jesus das Escrituras. "Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras..." (1ª Cor 15.3-4).Que cada pessoa nesta cidade possa entender a profundidade que é ser um espírito com o Senhor!Que o Eterno nos ajude!


PS: Procuro entender como ainda existem homens e mulheres que não conseguem viver em paz em seus lares, colocando tudo a perder no tempo da vida.
Homens e mulheres que não se sentem amados um pelo outro e insistem apesar de participarem de igrejas, encontros, retiros e etc, a viverem fora da palavra de Deus.
O Amor é algo que Deus nos deu de graça e na graça dele. Homens não brinquem com seus maridos e mulheres não brinquem com seus esposos, senão não terão
tempo de amar e com certeza terão oportunidades de serem amados mais tarde???? depois não coloque a culpa em Deus e na igreja que vc participa. Márcio Panda 15/01/2009.